Arquitetura & Decoração Francesa 💟

Olá pessoal, bonjour!

Hoje eu vim falar sobre um tema que me atrai muito, arquitetura e decoração, de Paris, claro!Sempre me atraiu esse estilo francês, tanto da decoração, quanto da arquitetura, o bom gosto, requinte, luxo, tradicional e contemporâneo em harmonia, é encantador!Observei também que os franceses são mestres em aproveitar espaços, eles sempre usam a parte de baixo da escada, seja pra fazer um armário, seja pra fazer um escritório ou um ambiente aconchegante simplesmente.Eles geralmente têm um armário na entrada de casa, lá eles colocam os casacos, sapatos e cachecóis, pois como tempos longos períodos de frio, usa-se muito casacos grandes de frio, mas devido à aquecimento interno das casas, não os usamos dentro de casa, então geralmente ficam nesses armários e quando você chega, já o coloca lá e quando sai sempre está ali pertinho para pegar, uma praticidade enorme.Outro hábito é não usar sapato dentro de casa, afinal a rua é suja, eles evitam usar sapato em casa e assim a mantém limpa, para isso, sempre tem um chinelinho nesses armários, inclusive pra visitas, bacana né!

Eu sempre falo, todo arquiteto e decorador brasileiro deveria vir fazer um curso, uma imersão em Paris, para aprender a dividir e aproveitar espaços como eles, entender esse modo de vida prático para levar isso também para o Brasil, principalmente aprender o estilo, bom gosto, isso irá enriquecer, e muito, o trabalho e o processo criativo do arquiteto e decorador, será um diferencial enorme, eu garanto!Me lembro que fui a uma casa no interior da França e fiquei apaixonada pela divisão da casa, o tamanho dos cômodos, a finalidade de cada um e algumas características muito bacanas que vou falar agora.Toda casa ou apartamento tem uma cave, um subsolo aonde guardam muitas coisas, por exemplo ferramentas, às vezes possuem um freezer extra lá em baixo, uma dispensa com comidas, adegas com garrafas de vinho, muitos têm lá em baixo a central do aquecimento interno da casa, materiais de construção da casa, um extra do azulejo por exemplo. Elas podem ser uma bagunça, como também um luxo, depende do proprietário.

A questão da cave é por causa da temperatura, ela servia para aquecer e evitar humidades no primeiro andar, é uma forma natural de aquecer.No caso específico da casa que fui, eles usavam o jardim para plantar frutas, legumes e verduras (os franceses amam isso), e assim, após colherem, eles levam para esse depósito, aonde deixam tudo organizado e quando precisam vão lá buscar. Eu simplesmente amo esse subsolo, muito pratico e bem vindo!Eu penso que toda casa deveria ter esse subsolo, daí você usa a parte de cima para ter cômodos melhores, mais bem divididos, um ambiente mais harmonioso.

Outra coisa, eles não possuem sol o ano todo como no Brasil, então não secam roupas em varal como nós, eles sempre tem um cômodo com máquina de lavar roupa, de secar roupa, móvel de passar a roupa, tudo em um lugar, às vezes algumas araras para pendurar as roupas para secar ou para pendurar após passar, também acho isso tudo de bom, guardam lá aspirador de pó, produtos de limpeza, é outra praticidade que adoro!Outra característica que eu amo é que as casas são sempre muito iluminadas, janelas grandes, muitas vezes uma extensão toda de vidro, lembrando muito as Bay Window que tem nos EUA, às vezes enormes, às vezes clarabóia, isso tudo para dar luz ao ambiente e pegar um pouco do sol, que por muito tempo é escasso aqui na França.Eles também reaproveitam as vigas de madeira nos tetos dos apartamentos, é muito comum em Paris apartamentos com vigas e isso traz uma personalidade e estilo para o ambiente, eu gosto!

Usam muita madeira, ferro forjado na decoração, aliás o ferro forjado foi o grande ápice da art nouveau, que foi, na minha opinião, o estilo arquitetônico mais lindo do mundo, com seus vitrais maravilhosos, arabescos e muita arte, fez de Paris o que é, simplesmente um luxo! Quase todos os prédios residenciais de Paris possuem vitrais nas escadarias, é fantástico!

Eu já escrevi sobre art nouveau, é só ver no blog.

Sempre tem muito verde, jardim e muitas flores e uma horta, nem que seja pequena, até mesmo em apartamentos existem plantio,

Imagine você até entre 2005 e 2010, foram criados mais de 4 hectares de tetos vegetalizados em Paris, e foi provado que isso reduz a temperatura ambiente e melhora a qualidade do ar. A prefeitura estimula e oferece apoio para esse tipo de iniciativa.

A arquitetura das casas variam muito com a região, influências climáticas e até questões de guerras territoriais no passado.

Na Alsácia, as casas são muito influenciadas pelo estilo Alemão, já que lá já pertenceu à Alemanha por diversas vezes.

As casas da Normandia são completamente diferentes e características, mostrando um ambiente extremamente rural, que aqui chamamos de “Campanha”.

As casas da Bretanha geralmente são de pedras, os telhados de feno, super características e isso se deve ao frio da região, lá é lindo!

As casas de Provence são inconfundíveis, o estilo Provençal está até famoso no Brasil, isso porquê a região é linda, fofa, pitoresca devido às plantações de lavandas e rosas.

De lá saem as maravilhosas colônias de lavanda e as grandes marcas de perfumes tiram suas rosas de lá, tem também os sabonetes deliciosos e marcas famosas como L’Occitane fazem de Provence um lugar próximo ao paraíso.

Já em Paris sofremos um problema de espaço, os apartamentos geralmente são pequenos (e caríssimos), então o ideal é aproveitar espaços, por isso eles amam mezanino, é sempre uma ótima opção, você dorme em cima e a parte de baixo pode ser um escritório, armário ou até um sofá.

E mesmo com esses problemas de espaços, eles fazem milagres e vivem muito bem nesses “cafofos”, é a vida, temos que nos adaptar para viver bem em qualquer lugar!

É admirável o bom gosto deles, eles harmonizam muito bem as cores, os tecidos, os objetos, é fantástico esse estilo, eles misturam muito o clássico e contemporâneo, eu por exemplo amo aquela parede emoldurada, acho um luxo, quando eu tiver minha casa terei com certeza, sem falar em ladeiras, amo ladeiras e não é de hoje, mas aqui é normal ter em todo lugar.

Eles sabem mesclar essa parede, com móveis e um lustre super moderno e fica lindo, quem pensa que tem que seguir um padrão está enganado, uma coisa que frances não segue é padrão, eles ousam muito, é comum você ver quadros, adesivos, pinturas, flores em banheiros, que aliás aqui é diferente, pois tem a casa de banho e o banheiro, seria tipo um cômodo para tomar banho e outro que é como conhecemos no Brasil, o chamado lavabo, também acho o máximo!

Geralmente em Paris as cozinhas são pequenas, mas no interior costumam ser grandes, afinal, no país da gastronomia, o ambiente de cozinhar é sagrado!

Um objeto muito encontrado nas casas com decoração francesa é a banheira, mas não aquela banheira de hidromassagem que temos em casa. Trata-se de um modelo de banheira mais simples e antigo, mas nem por isso menos glamourosa.

Outro personagem famoso na decoração francesa é o papel de parede. Com ou sem textura (hoje existe uma infinidade de modelos de todos os tipos e de todos os preços), com cores fortes ou mais neutras, o que importa é que ele combine com a decoração, compondo a identidade do ambiente.

Tanto para o papel de parede quanto para toda a casa, as cores que mais são utilizadas são os tons pastéis, nude, rosa e dourado, se a intenção é dar mais sofisticação para o ambiente.

Agora vou falar um pouco sobre essa arquitetura característica de Paris, que inspira muitos edifícios no mundo todo, para isso vamos fazer uma viagem no tempo, que eu amo! Vem comigo!

Os Romanos, no tempo que Paris ainda se chamava Lutécia, descobriram que no subsolo havia esta rocha excelente para ser talhada. Começaram a edificar uma vila com termas, templos e arena, feitos à base desta pedra, que passou a ser conhecida como “Calcaire de Lutétien”.

À partir da idade média, e pelos próximos 1200 anos a cidade de Paris foi sendo construída com estas pedras, desde a catedral de Notre Dame, a Ponte Neuf, que é a primeira ponte de pedra de Paris e ela liga a margem direita à margem esquerda até prédios públicos e particulares, conferindo à cidade seu aspecto tão peculiar

Pois bem, a pergunta é, o que aconteceu com os túneis subterrâneos que se formaram com a retirada das pedras? É muito legal e explico em um próximo post, aguardem!

Essa informação é relevante, mas agora daremos um salto na história.

Após muitos anos, Paris crescia em ritmo vertiginoso e muitos problemas foram acontecendo, inclusive o crescimento sem planejamento, o que causava transtornos e até catástrofes de desabamentos.

Em uma viagem a Londres, o Imperador Napoleão III observou a modernidade da capital inglesa e ao voltar para Paris, decidiu realizar um extenso programa de transformação da cidade. Esse projeto foi confiado ao prefeito da época, o barão Eugène Haussmann.

Haussmann redesenhou a cidade, criando grandes avenidas, boulevards arborizados, parques, esgotos, transportes, saneamento…a cidade mudou radicalmente entre 1852 e 1870.

O antigo casario foi posto abaixo e, em seu lugar, surgiram os amplas avenidas e bulevares com construções padronizadas, com serviços de esgoto, gás encanado e abastecimento de água tratada fornecida por 600 km de aquedutos.

No lugar das cento e vinte mil habitações destruídas por Haussmann surgiram outras 320 mil modernas, em 300 km de novas vias que foram sendo construídas nos vinte anos seguintes, cuja altura padrão não ultrapassava os seis andares.

Abriu espaços para os parques públicos (Bois de Boulonne, Vincennes, Monceau e Montsouris) e fez com que os trens vindos do interior desembarcassem dentro da cidade (Gare Lyon, Gare du Nord, erguidas entre 1855 e 1865). Paris tornou-se então a linda Cidade Luz!

Haussmann definiu regras arquitetônicas específicas, criando uma homogeneidade às construções de Paris, uma padronização das fachadas e outra característica é o limite de 6 andares.

O segundo andar é o andar nobre da construção, para as famílias mais ricas, para evitar muitos degraus para subir (os elevadores só passaram a existir a partir de 1870). Esse andar tem varanda, fachada ricamente ornamentada, evidentemente o mais acolhedor. Geralmente as maiores varandas (inteiras) ficam no segundo e no quinto andar.

O piso térreo (rez-de-chaussée) destinava-se para lojas, o primeiro andar para os gestores do imóvel, que temos até hoje, geralmente são famílias portuguesas.

As charmosas janelas nos telhados, no 6° andar, são geralmente quartos mínimos, sem banheiro (que é compartilhado no corredor), frequentemente alugados para estudantes, e são conhecidos como “Chambre de Bonne”.

Eles foram construídos para as empregadas domésticas das casas burguesas, chamadas na época de “bonne à toute faire”.

Esse visual parisiense é inconfundível, você pode ver prédios clássicos em ruas super amplas, sem falar na modernidade em meio a tudo isso, por exemplo, não tem fio de eletricidade em Paris, é tudo subterrâneo, magnífico né! Seguro e visualmente muito melhor!

A França é um país que exerce um fascínio em todos os amantes das artes, cultura, gastronomia, arquitetura e, como não poderia ser diferente, de decoração. Um país com tanto charme, atributos naturais e riquezas culturais tem muito a oferecer para a decoração de todas as casas do mundo!

Eu sou apaixonada por essa cidade, pela França em geral e procuro observar cada detalhe, não quero perder nada do que esse país pode me oferecer e essas experiências devem ser compartilhadas!

Voilà, espero que tenham gostado e a bientôt!

Beijos😘

Vanessa🌻

*️⃣FONTES UTILIZADAS

➡️http://dicasdefrances.blogspot.fr/2011/03/paris-antes-e-depois.html

➡️Algumas fotos são de Instagram’s que eu sigo como:

▶️@13anosdepois

▶️@decorparis

3 comentários sobre “Arquitetura & Decoração Francesa 💟

Deixe uma resposta para Sueli Alves Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s