Uma viagem tensa 😢 ✈️

Fato ocorrido em Dezembro/2015“Após uma viagem tensa cheguei ao Brasil, estou em SP e daqui alguns dias vou pra Varginha matar a saudade de todos.

Saí de Paris super agasalhada, em um frio de 3 graus, entrei no avião tomei um remédio pra “apagar”, mas infelizmente não adiantou.

Ao meu lado sentou uma francesa e um argentino inconformado com o resultado da eleição na Argentina, daí comentei, só comentei, nada além disso, comentei que a Cristina Kirchner não compareceu na posse do novo presidente e o homem alterado disse:

_Mas ela foi impedida, ele não deixou!!

Ele falou mais uns dois minutos, não entendi muita coisa, mas com cara de paisagem eu disse ok, dei um sorriso simpático e deixei pra lá, pois percebi que ele ama a ex presidente e qualquer coisa o deixaria nervoso.

Fiquei lá quieta, quando no banco da frente tinha uma moça Peruana com dois filhos de 6 anos e o outro de uns 4. Os dois meninos pulando, brincando, gritando, brincando de luta e a mãe não falava nada! Eu já estava nervosa com o tempo ruim da viagem e aqueles dois me deixando mais nervosa ainda, após um tempo eles finalmente dormiram e eu fui assistir filme.

Quando chegando ali em Fernando de Noronha ouço um som: Tim tooommmm! Sinal de que o Piloto vinha falar alguma coisa e já pensei: fudeu, lá vem bomba! Daí ele pediu para nos prepararmos para uma onda de forte turbulência.

Foi o fim do mundo pra mim, tenho horror a turbulência! Dormência nas pernas na hora, maioria dos passageiros dormindo e eu tremendo de medo, só via aquela asa balançando e o avião balançando horrores, eu parecia uma pipoca lá dentro, cada vácuo que eu comecei a chorar! Aí começo a rezar: Deus, pra q isso? Pra que me testa? Não me faça uma coisa dessa, se essa merda cai no meio do mar, nem me enterrar a família consegue!

Ok, passada a turbulência e volto a assistir “O Poderoso Chefão”.

Passa mais um pouco vem o sino novamente: tin tooonnnn. Pronto, ferrou! Lá vem o piloto informar nova turbulência. Dormência na perna na hora, pipoquei denovo, desespero, choro, reza e passou, a primeira onda foi pior e volto a assistir o filme. To lá empolgada vendo filme e vem um terceiro sino: tin tooooon, dessa vez o avião estava sobrevoando Juazeiro, na Bahia. Puts, não vou dar conta, se essa nhaca não cai eu morro de infarte mesmo. Mesma coisa, dormência na perna, aquele avião gigante balançando muito, galera pipocando, neném chorando e eu chorando junto.

Após essa tensão, os pequenos peruanos do banco da frente acordam e começam a lutar, gritar, fazer aquela bagunça e a mãe não falava nada e foi assim até o piloto informar que estava se preparando pra pousar. Finalmente a aeronave pousa e vai meio que derrapando, todo mundo meio que caindo pra esquerda, mas tá bom, estamos em terra né!

Achou que acabou? Capaz! Todo mundo em pé no corredor esperando pra sair e os meninos começam a lutar e um deles deita no chão, no meio do caminho e a mãe não fala nada! Eu olhei pro menino com uma cara tão brava e chamei atenção dele, falei: levante e vamos embora, mas com uma cara tão ruim, que ele saiu correndo, mas fala sério, criança sem limite vai virar o que nessa vida?

Pronto, agora estou bem, mas a noite foi punk, da próxima vez vou tomar um sossega leão e vou apagar de acordo! Não tenho estrutura psicológica pra passar por essas turbulências. 😰✈️

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s