Cemitério Père Lachaise 🖤☠⚰💀👻

Olá Pessoal, tudo bem? Hoje vou levar vocês para conhecer um lugar fantástico, há quem ache um tanto mórbido, mas em Paris, eles fazem parte do roteiro turístico e eu super recomendo uma visita conjunta com as Catacumbas, será um dia memorável ! Sejam bem-vindos ao Cemitério Père Lachaise, um lugar que reúne arte, história e misticismo, vem comigo! ☠☠☠☠☠Que outra cidade no mundo teria um cemitério que recebe dois milhões de visitantes por ano? Paris, Claro! ❤️O Cemitério de Pere Lachaise (20ème arrondissement) é o maior e mais frequentado cemitério de Paris e um dos mais famosos do mundo. É um dos pontos turísticos da capital francesa. Além de ter muitos famosos entre os seus “moradores”, é também a garantia de um belo passeio. Cerca de dois milhões de pessoas visitam o local por ano.O nome Père La Chaise é uma homenagem ao padre La Chaise, que era o confessor do rei Luis XIV, um sacerdote que possuía uma residência no local em 1675. Todos os grandes do reino vinham consultá-lo, por causa da sua influência. Inaugurado com o enterro de uma menina desconhecida de apenas cinco anos de idade em 1804, o “Cemitério do Leste” foi destinado a receber os moradores de quatro distritos de Paris.Mas os parisienses resistiam a enterrar seus entes queridos no então bairro pobre. Em 1804, havia apenas 13 túmulos; em 1807, 49; e em 1812, 833.Em 1817, foi feita uma jogada de marketing: os restos mortais dos célebres amantes Eloísa e Abelardo, de Molière e de La Fontaine foram enterrados no local, onde nunca mais faltaram ocupantes, ilustres ou não, e que manteve o nome de Père-Lachaise.

Túmulo de Abelardo & Heloísa ❤️

A “importação” de defuntos renomados deu tão certo que o lugar se transformou num dos principais pontos turísticos de Paris.Como ele é imenso – possui uma área equivalente a mais de 50 campos de futebol – e há tanta gente famosa enterrada ali, guias organizam passeios temáticos: é possível visitar só as sepulturas de mestres da literatura ou só a de mestres da música, por exemplo.

Túmulo do Pintor Camille Pissarro 🖼🎨

O curioso é que a popularidade que o Père Lachaise tanto procurou hoje rende alguns problemas. A administração do cemitério já tentou transferir de lá um dos túmulos mais visitados, o de Jim Morrison – local de concentração de fãs, no mínimo, barulhentos. Mas, como esse túmulo foi arrendado para sempre, enquanto existir o Père Lachaise, Jim Morrison descansará por lá. É protegido por grades de metal, após ter sido alvo da ação de vândalos.Teve cinco ampliações: em 1824, 1829, 1832, 1842 e 1850, passando de 17 a 43 hectares.

Na entrada você pode pedir um mapa do cemitério (grátis), que traz a localização dos túmulos mais famosos. Entre eles:
Molière (1622-1673), Honoré de Balzac (1799-1850), Oscar Wilde (1854-1900), Frédéric Chopin (1810-1849), Edith Piaf (1915-1963), Allan Kardec (1804-1869), Sarah Bernhart, Gay-Lussac, Abelardo e Eloísa, Yves Montand, Marcel Proust, Simone Signoret. Mas o mais visitado é do cantor Jim Morrison (1943-1971)

Edith Piaff

Túmulo de Oscar Wilde. Ele possui proteção de vidro devido ao hábito de mulheres beijarem ao túmulo.

Ao sul do cemitério se encontra o Muro dos Federados, contra o qual 147 dirigentes da Comuna de Paris foram fuzilados em 28 de maio de 1871. Vários dos seus membros descansam ali!

Lendas 👻☠⚰

Algo que poucas pessoas sabem, porém, é que existe uma ala cercada de mistério nas profundezas do Père- Lachaise.

Na parte mais antiga do cemitério, existe uma ala chamada “Chemin du Dragon” (Caminho do Dragão). A ala tem esse nome porque um de seus moradores mais antigos se chama Georges Bibescu, Principe daValáquia. Alguém aqui já ouviu falar de Vlad Dracul, o Impalador? sabem qual era o título dele? PRÍNCIPE DA VALÁQUIA. Isso mesmo, o verdadeiro Drácula, o homem real que inspirou a personagem de Bram Stoker, tem um descendente enterrado lá. Vale lembrar que grande parte da inspiração de Stoker para a história veio de uma caminhada que ele deu pelo próprio Cemitério Père-Lachaise. A Ala se chama “Caminho do Dragão”, porque Dracul significa Dragão em romeno, e Vlad Dracul pertenceu à chamada “Ordem do Dragão”. A tumba de Bibescu possui o símbolo de um morcego na porta e, no topo do mausoléu, existe uma estátua de uma águia carregando uma cruz e uma estaca. Sugestivo, não?Nessa mesma ala, bem no cruzamento com o Chemin des Chèvres, existe um outro túmulo curioso: o mausoléu da condessa russa Elizabeth Alexandrovna Strogonoff-Demidoff. Esse mausoléu é REPLETO de simbologia vampíristica: possui uma inscrição com o número 888 (associado aos vampiros por causa da eternidade. Dizem que esses números marcam túmulos de vampiros), também possui esculturas com rostos de lobos (animal noturno ligado aos vampiros), a imagem de um morcego (dispensa explicações) e outros animais noturnos. O mausoléu é ENORME, com câmaras internas. Os jornais da época em que Elizabeth morreu, ainda muito jovem e bela, noticiaram que ela deixou toda a sua herança sem dono. Ela deixou, porém, uma cláusula no testamento: o homem que dormisse dentro do seu mausoléu por todas as noites durante um ano ganharia todo o dinheiro de sua herança. Existem vários relatos de homens que tentaram, alguns relativamente recentes (o último foi nos anos 80). A maioria enlouqueceu ou fugiu em desespero. O dinheiro ainda está nas mãos da prefeitura de Paris, esperando algum corajoso, mas a prefeitura também proibiu as tentativas depois do último caso fracassado, então pelo jeito vai demorar!Não são só os túmulos de Bibescu e Demidoff que possuem imagens de morcegos. Aliás, alguns outros também as possuem, e todos estão localizados no Caminho dos Dragões. São 14 no total. Eles seguem um bom caminho através dessa ala, e de repente parambem de frente a um túmulo bem antigo e simples, com apenas uma inscrição: LEDUC. Ninguém sabe o que essa palavra significa, mas alguns chutaram que é exatamente o que diz: “Le Duc”, ou O Duque. Essa é a tomba que, dizem, pertence ao maior vampiro de todos os tempos: Drácula. Jacques Sirgent, um especialista em vampiros e dono do “Museu dos Vampiros e Monstros do Imaginário” (também em Paris), disse que desde o início do século XX rolam boatos de que o corpo de Vlad, o Impalador, havia sido saqueado por uma seita satanista e realocado no Père-Lachaise e, de acordo com ele, as evidências apontam que Leduc é o túmulo escolhido. De qualquer forma, para o bem ou para o mal, a tumba de Leduc foi aberta por alguém (ou por ele próprio?), e agora está completamente vazia. É possível ver o buraco vazio onde antes se encontrava o caixão – mas o lugar era bem estreito e tudo indica que, se foi ação de um vândalo, um túnel foi cavado para a retirada do caixão (o túnel está lá ainda). Me digam, que vândalo se daria a todo esse trabalho por um cadáver qualquer?Existem várias outras histórias misteriosas sobre o Père-Lachaise, envolvendo satanistas e Missas Negras realizadas numa capelinha que fica lá dentro (e que hoje em dia está trancada), além de outras histórias tensas. O local, porém, é lindo e calmo. Vale muito a pena uma visita, seja você cético ou não-cético, mas não dá pra negar que conspirar e seguir as pistas dá um gostinho todo especial ao passeio.Para mim a lenda mais louca é essa: 

Entre eles encontramos o jornalista Victor Noir, cujo verdadeiro nome era Yvan Salmon que foi morto um dia antes do casamento, pelo Príncipe Pierre Bonaparte em 1870.O que é o que faz com que o túmulo deste personagem tão famoso?

Sobre o túmulo uma escultura de Jules Dalou, que representa o disparo de Pierre Bonaparte, com a boca entreaberta ,cabelo despenteado , camisa desabotoada, as mãos inertes , com seu chapéu em um dos lados, mas o que realmente chama a atenção desta escultura é uma ereção entre as pernas ,uma grande ereção post mortem, um priapismo habitual nos cadáveres de homens que foram executados.A Lenda diz que você coloque uma flor em seu chapéu, depois beijando a estátua nos lábios, passando a mão e finalmente esfregando sua área genital, acredita que isso irá melhorar a sua fertilidade e ter uma vida sexual plena, no entanto, outras versões afirmam que você encontra marido no mesmo ano. Como resultado da repetição deste ritual, as partes da estátua adquiriram um brilho mais brilhante do que o resto do bronze oxidado.

As autoridades tentaram protegê-la, colocando uma cerca para separar os visitantes, mas com esta medida algumas mulheres que tentaram pular o muro foram feridas.Muitas pessoas ainda estão visitando a tumba com humor supersticioso, lascivo ou qualquer outro inexplicável, o ponto é que não há nenhuma maneira de parar o que se tornou um mito.
Bem, depois dessa cena no mínimo chocante já está bom né, vamos terminar por aqui! 🙄


A visita geral do cemitério é feita em 2 horas. 

Eu fiquei encantada quando o visitei, achei a arte lá contida fantastica, também fui às Catacumbas e recomendo demais os passeios! 
Espero que tenham apreciado o passeio assim como eu!🖤

Beijos 😘

Vanessa🌻

Informações Práticas

➡️Visitas guiadas: de março a novembro, das 8 às 17h30.

➡️Sábados e domingos, das 9 às 18h.

➡️Metrô: Père Lachaise, Philippe Auguste, Gambetta ou Alexandre Dumas

Fonte:

➡️Wikipedia

➡️http://dicasdefrances.blogspot.com/2010/07/cemiterios-de-paris.html?m=1

➡️http://www.cristinamello.com.br/?p=31734

5 comentários sobre “Cemitério Père Lachaise 🖤☠⚰💀👻

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s