Mais um Caso de Metrô 🚇🚊

Fato ocorrido em setembro/2017

Das coisas que presencio no metrô e tenho vontade de intervir, claro que fico apenas na vontade, mas fico de “ouvido em pé” ouvindo e até dando pitaco mentalmente!

Ontem dentro do metrô presenciei dois fatos completamente parecidos e simultaneamente.

Eu estava na estação da Rue de la Pompe esperando o metrô e ao meu lado um casal “em pé de guerra”, interessante que eles não se sentiam constrangidos em discutir relação em público, nem pensam que pode ter platéia, quebram o pau aonde estiverem, choram, fazem cena aonde estiver, eu ali ao lado, me sentindo a Cristina Rocha do Programa “Casos de Família” e eles discutindo.

Tentei manter a concentração na minha revista, mas a moça começou a chorar e a perguntar pro cara :

_ Why, Why??

Aquilo me subiu um sangue quente, me deu raiva, quanto mais ela suplicava, mais ele estufava o peito, olhava para o nada e dizia:

_ I needed!

Não sei o teor da discussão, só via a chorona e ele todo seguro de si e nem aí pra ela, pensei comigo: _ Perdeu chorona!

Não me refiro a perder o cara, mas sim a perder o respeito, ela se rebaixou demais, ficou ali toda chorona, suplicando, cara de coitadinha descabelada, não sinto pena, desculpe, fiquei constrangida por ela, enfim…

Os dois lá discutindo relação, a chorona nem aí pra ninguém e dando o seu show no metrô, quanto de repente entra um outro casal, só que esse estava beeeeem diferente, pra começar o cara era impecável em um terno cinza, ele parecia o Paul Newmann, juro, era lindo de morrer, estiloso, olhar de apaixonado pra moça que estava com ele, uma loira alta bem bonita também, mas ele era um espetáculo de tão bonito e charmoso, claro que isso não garante nada, mas que atrai, atrai sim!

Interessante era que ele estava doido por ela, olhando nos olhos dela e ela olhando pra janela do metrô, nem aí pra ele, olhar frio, distante, às vezes fazia cara de desprezo, outrora cara de impaciente olhando o relógio, outras botava a cabecinha no peito dele, ela sabia que ele estava “babando” nela, e durante esse processo bipolar dela, ele tentava insistentemente beija-la, porém sem sucesso!

De um lado um casal cuja mulher chora sem parar e o cara a despreza, simultaneamente ao lado, outro casal cuja mulher despreza o cara e mesmo assim ele estava “babando” em cima dela, e como em um passe de mágica, quase um intervalo comercial em meio ao show do metrô, vem uma mulher pedinte que sempre vejo na linha 6, ela tem a voz igualzinha da Aracy da Top Therm, e ela pede dinheiro com a voz da Aracy, fica muito mais dramática e até já dei moedinha pra ela.

Eu não sei o que deram esses barracos, desci lá na estação Pasteur, deixei o metrô das aflições, que mais parecia o Programa Casos de Família e peguei a linha 12 pra vir pra casa e descansar!

Até que não é ruim presenciar essas cenas no metrô, da pra divertir um pouco, nesse metrô de Paris já vi tanta coisa, brigas, casal se pegando de tanto amor e também brigando, gente louca fazendo cena, pessoas às vezes se jogam nos trilhos e já vi bombeiros tirando um cara dos trilhos, vejo ratos, mas vejo artistas formidáveis, manifestações artísticas memoráveis, o metrô é praticamente uma novela do Manoel Carlos! 😉

2 comentários sobre “Mais um Caso de Metrô 🚇🚊

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s